Filmes foram feitos para serem vistos na sala de cinema. E embora eu tenha escrito um artigo falando sobre todo os problemas que já tive – e continuo tendo – dentro destas salas, não troco essa experiência por nada.

Precisamos da imersão que só a sala de cinema nos proporciona. A escuridão e a tela gigante transformam o ato de assistir a um filme em um ritual quase religioso.

Mas é preciso destacar que isso também é um processo caro.

Se levarmos em consideração os gastos com o transporte, somando-os ao valor do ingresso e da pipoca – produto mais superfaturado da história -, os gastos para ver um filme podem ultrapassar o valor da assinatura mensal de algum serviço de streaming.

Não é de se estranhar, portanto, que cada vez mais as pessoas estejam selecionando bem os filmes que elas assistem no cinema.

Filmes como Vingadores: Ultimato, por exemplo, lotam as salas, pois têm a sua grandiosidade amplificada pelo tamanho da tela.

Mas, ao contrário disso, longas-metragens mais intimistas brigam por uma pequena janela de distribuição, nem que seja em um único horário.

E mesmo que tais filmes estejam disponíveis nas redes exibidoras, as pessoas muitas vezes não os vêem no cinema, pois julgam que eles não valem o investimento.

E não há como culpá-las por isso.

A ida ao cinema tem se tornado uma experiência elitista, que exclui boa parte da população. Afinal, não é todo mundo que consegue pagar 25, 30 ou 35 por um ingresso.

Mas existem alternativas para pagar menos pelo valor do ingresso. E foi pensando nisso que eu preparei este post.

Ao longo do texto, eu vou explorar algumas estratégias que podem ser exploradas por quem deseja pagar metade do valor da entrada do cinema.

Mas não é só isso. Eu vou falar sobre:

  • O que é e como funciona a meia entrada no cinema;
  • Quem tem direito à meia entrada;
  • Quais documentos são necessários para garantir estes direitos.

Além de expor o aporte legal envolvido nesse tipo de transação, vou falar também de algumas iniciativas propostas pelas próprias redes de cinema – ou empresas parceiras – para garantir esse desconto.

Com isso, espero poder ajudá-lo a garantir a sua diversão na sala de cinema, com ao menos um pouco de economia no seu bolso. Mas primeiro, é preciso entender os aspectos legais por trás da meia entrada.

O que é a Lei da Meia-Entrada

Antes de mais nada, é importante destacar que o que está sendo discutido aqui não é uma mera desculpa para que se pague menos na entrada do cinema.

Em muitos dos casos que vou destacar ao longo deste texto, a meia entrada é um direito garantido por lei.

Para ser mais específico, trata-se da LEI Nº 12.933, DE 26 DE DEZEMBRO DE 2013, que segundo a publicação no Diário Oficial:

“dispõe sobre o benefício do pagamento de meia-entrada para estudantes, idosos, pessoas com deficiência e jovens de 15 a 29 anos comprovadamente carentes em espetáculos artístico-culturais e esportivos”

Ou seja, a meia entrada é um benefício legal que incentiva o acesso não apenas às salas de cinema e à cultura de maneira geral.

E por mais que a lei seja clara, ainda existe muita dúvida a respeito de quem tem direito à meia entrada. Portanto, vale a pena dedicarmos um pouco mais de tempo a este assunto.

Quem tem direito à meia entrada no cinema?

Conforme apontado anteriormente, o benefício da meia entrada é garantido por lei à:

  • estudantes,
  • idosos,
  • pessoas com deficiência
  • jovens de 15 a 29 anos comprovadamente carentes.

Desta forma, se você se encaixa em uma dessas categorias, você tem direito à meia entrada.

Mas é preciso ficar atento às suas obrigações, especialmente em relação à documentação que precisa ser apresentada na hora de comprar os ingressos.

Qual documento comprova a meia entrada?

A documentação a ser apresentada como comprovação da meia entrada varia dependendo da categoria na qual você se encaixa.

Vamos discutir então cada uma delas, começando pelos estudantes.

Estudantes

De acordo com o site do Ingresso.com, o estudante que deseje adquirir o seu direito de pagar meia entrada precisa apresentar uma Carteira de Identificação Estudantil (CIE) emitida por um desses órgãos:

  • Associação Nacional de Pós-Graduandos (ANPG),
  • União Nacional dos Estudantes (UNE),
  • União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes),
  • entidades estudantis estaduais e municipais,
  • Diretórios Centrais dos Estudantes,
  • Centros e Diretórios Acadêmicos de nível médio e superior.

Recentemente, o governo lançou o ID Estudantil, que é uma carteirinha digital. A ideia é substituir a carteirinha clássica por um aplicativo instalado no seu celular.

A validade do ID Estudantil foi oficializada a partir da medida provisória nº 895, de 6 de setembro 2019.

Para mais informações sobre o ID Estudantil, acesse aqui.

Comprovante de matrícula garante meia entrada?

Via de regra, os comprovantes de matrícula (aqueles emitidos pela própria instituição de ensino) não são mais aceitos para o benefício da meia entrada.

Mas isso não significa que nenhum cinema os aceite.

Aqui na minha região é bastante comum que se apresente um atestado de matrícula atualizado (do semestre em andamento) acompanhado de um documento com foto.

Pessoalmente, nunca presenciei nenhum problema em relação a isso. Ainda assim, não é bom testar a sorte.

Se você conseguir fazer uma carteirinha de estudante com um desses órgãos citados anteriormente, é melhor.

As carteirinhas têm validade de um ano, podendo ser usados inclusive durante o período de férias.

Idosos

A LEI No 10.741, DE 1º DE OUTUBRO DE 2003 instituiu o chamado Estatuto do Idoso.

Tal estatuto tem como objetivo regular leis e direitos destinados a esta parcela da população, descrita como “pessoas com idade igual ou superior a 60 (sessenta) anos”.

Isso também vale para a compra de ingressos.

Qualquer pessoa com 60 anos ou mais tem direito à meia entrada. A comprovação é feita apenas com a apresentação de um documento de identidade com foto.

Pessoas com deficiência

É garantido o direito à meia entrada tanto às pessoas com deficiência quanto aos seus acompanhantes, quando necessário.

Para fazer uso desse direito, a pessoa precisa ter em mãos o Cartão de Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social da Pessoa com Deficiência.

Caso a pessoa tenha se aposentado por invalidez, pode-se apresentar o documento emitido pelo INSS que ateste a aposentadoria de acordo com os critérios estabelecidos na Lei Complementar nº 142, de 8 de maio de 2013.

Todos esses documentos precisam ser acompanhados de um documento de identificação, com foto.

Jovens de 15 a 29 anos comprovadamente carentes

O benefício da meia entrada também fica disponível para jovens entre 15 e 29 anos comprovadamente carentes.

Entende-se como carência uma renda familiar mensal que não ultrapasse o valor de 2 salários mínimos.

Além disso, para garantir o benefício, é preciso que eles sejam inscritos no CadÚnico (a inscrição pode ser feita através deste link).

Quem mais tem direito à meia entrada?

Até então, nós falamos apenas das diferentes formas de pagar meia entrada de acordo com a lei da meia entrada. Mas esta não é a única maneira de ganhar desconto no ingresso.

Existem diferentes leis municipais e estaduais que garantem esse direito. Em diversos lugares, professores também têm direito à meia entrada, além de terem uma sessão gratuita só para eles.

Se você é professor, acesse aqui e veja se o benefício vale para a sua cidade. Informe-se também sobre o Clube do Professor.

Em cidades como Goiânia, doadores de sangue também têm direito a esse desconto, conforme apontado na LEI Nº 8.558, DE 20 DE AGOSTO DE 2007.

Quais benefícios dão desconto no cinema?

Além da lei da meia entrada e dos benefícios locais, existem também outros tipos de benefícios que podem servir para você: aqueles fornecidos pelas próprias redes de cinema e por parceiros.

Algumas das principais redes de cinema do país oferecem descontos nos seus ingressos. E é isso que vamos listar abaixo, começando pela Cinemark.

O que dá desconto no Cinemark?

Logo Cinemark

A rede Cinemark oferece algumas opções de desconto nos ingressos. O programa Cinemark Mania, por exemplo, garante benefícios diferentes toda semana, e alguns desses benefícios podem ser descontos nos ingressos.

Porém, a grande vantagem oferecida pela empresa se dá nas suas parcerias. E destas parcerias, duas se destacam:

Promoção Bradesco Cinemark

A Cinemark tem uma parceria com o banco Bradesco. Desta forma, clientes Bradesco Cartões tem 50% de desconto na compra de ingressos.

De acordo com o site da empresa, a promoção é válida para todos os cartões de crédito Bradesco e cartões da rede Bradescard.

O desconto inclui não apenas no valor ingresso, mas também na pipoca e no refrigerante.

As salas participantes são as: 2D, 3D e XD. A promoção só não é válida para poltronas D-BOX.

Nas salas Bradesco Prime, a promoção é válida para cartões de crédito Bradesco Prime, de 2ª a 6ªfeira.

Vivo Valoriza

O Vivo Valoriza é um programa de descontos oferecido pela rede de telefonia. E um destes descontos é justamente com a Cinemark.

O programa é aberto a todos os assinantes da Vivo, com exceção dos clientes pré-pagos. A pontuação e os benefícios variam de acordo com a categoria dos clientes.

No momento da compra do ingresso, é possível escolher a opções de desconto Vivo Valoriza. As diferentes categorias e condições do programa estão dispostas no site da Vivo

O que dá desconto no Cinépolis?

Logo Cinepolis

Existem duas maneiras de conseguir descontos de ingressos na rede Cinépolis. A primeira delas funciona bem para casais e amigos que curtem um cinema juntos. Trata-se do:

Clube de Vantagens Cinépolis

O Clube de Vantagens Cinépolis é um programa de fidelidade no qual você faz um cadastro sem custo algum e ganha benefícios exclusivos ao longo da semana.

Tais benefícios podem incluir uma pipoca grátis ou então, o que é mais interessante, dois ingressos pelo preço de um.

A outra maneira de economizar nessa rede de cinemas é exclusiva para clientes do Banco Santander.

Meia Santander

Clientes do Banco Santander têm direito a descontos na Rede Cinépolis. Ou seja, você pode pagar meia entrada apenas por utilizar o seu cartão Santander.

O desconto é válido apenas para o titular do cartão e inclui também outras promoções exclusivas, como no combo médio com pipoca e refrigerante.

Outros tipos de descontos

Ainda existem outras maneiras de você economizar no cinema. Estas variam de estado para estado. Entre elas, destacam-se:

Clube do Assinante

Aqui no sul do país, por exemplo, temos alguns programas como o Clube do Assinante. Trata-se de um programa de desconto promovido por duas das maiores redes de comunicação do sul do país: a RBS e a NSC.

A proposta é simples: você assina um dos jornais deles e tem acesso a uma carteirinha digital. Essa carteirinha te dá desconto em shows, restaurantes e, é claro, no cinema.

Existe, nesse caso, o custo mensal pela assinatura do clube (cerca de 5 reais) e mais a assinatura do jornal (que, dependendo da assinatura, pode custar uns 10 reais).

Ainda assim, eu acho vantajoso, uma vez que consigo recuperar o valor do investimento em um ida ao cinema. Entre as redes que aceitam o clube do assinante estão a Cinesystem e Cineshow.

Desconto de ingresso no Itaucard 

Clientes do banco Itaú tem desconto nos ingressos qualquer dia da semana, em diferentes redes de exibição.

Inclui-se nessa lista as redes Cineart, Espaço Itaú de Cinema, Kinoplex, Movicom, Playarte e UCI.

A promoção é válida para clientes Itaucard, Itaú Personnalité, Itaú Uniclass e de débito Itaú.

KM de Vantagens

O KM de Vantagens do posto Ipiranga também é uma boa alternativa para quem busca economia no cinema.

O funcionamento é simples: sempre que você abastecer no Posto Ipiranga, informe seu CPF e ganhe Km.

No site ou no aplicativo do Km de Vantagens, você completa o seu cadastro, crie uma senha para resgatar os seus pontos.

O benefícios podem ser trocados nos Postos Ipiranga ou em parceiros. Entre esses parceiros estão as redes Cinemark, Cinesystem, entre outras.

Conclusão

Conforme eu tentei mostrar ao longo deste post, existem, sim, diversas alternativas para quem quer pagar menos no seu ingresso do cinema.

Basta ser criativo e buscar essas alternativas à medida que elas se apresentam. O importante é não deixar de ir ao cinema.

Afinal, as salas foram feitas para isso. E os filmes foram feitos para serem vistos nelas.

Também vale a pena conversar com o gerente do cinema da sua cidade. Ele vai saber lhe informar a respeito de outras promoções.

Praticamente todas as grandes redes exibidoras têm ao menos um dia na semana em que o ingresso custa mais barato.

As vezes isso acontece em apenas um dia da semana ou, em meses menos movimentados, pode ocorrer de segunda à quinta.

Agora eu quero saber de você.

Você paga meia no cinema? Qual programa de benefícios você usa?

Share: