found footage

Saudações marcianas. O novo episódio do Podcast 7 Marte já está no ar. E neste episódio eu falo um pouquinho sobre cinco ótimos filmes de terror do subgênero found footage que você provavelmente não conhece.

A ideia desta lista é apresentar títulos pouco conhecidos, mas que merecem ser descobertos. Portanto, não espere encontrar aqui títulos como A Bruxa de Blair, Atividade Paranormal ou REC. Esta não é a proposta.

Tais filmes figuram entre o mainstream do subgênero found footage, e merecem o reconhecimento que ganharam. Porém, enquanto alguns filmes tiveram fama, e foram exibidos nos cinemas, outros foram esquecidos.

E é sobre estes outros que eu quero falar hoje.

Um dos filmes que aparece na lista é o excelente Hell House LLC, que narra a história de um grupo de amigos que compra um hotel abandonado para transformá-lo em uma atração de Halloween.

Dirigido por Stephen Cognetti, este filme já apareceu aqui no blog na lista de Cinco filmes recentes de terror (confira-a aqui). E o motivo de o longa-metragem aparecer de novo é porque ele me assustou – e muito.

Outro filme que também já apareceu no blog e consta na lista do podcast é Capture Kill Release, produção canadense independente dirigida por Nick McAnulty e Brian Allan Stewart.

Conforme eu escrevi na minha crítica do filme (leia-a aqui), este longa-metragem explora muito bem o conceito do found footage, especialmente na maneira como a câmera determina a ação dos personagens.

Dentre os títulos inéditos, estão La Cueva, de Alfredo Montero, sobre um grupo de amigos perdido dentro de uma caverna. Esse filme é o mais tenso da lista, pois explora muito bem a claustrofobia daquela situação.

Outra obra sensacional é Willow Creek, sobre um casal em busca do Pé-Grande. A trama pode parecer tola, mas a maneira como o diretor Bobcat Goldthwait conduz a narrativa é simplesmente genial.

Por fim, eu falo também sobre o excelente O Ultimo Sacramento (The Sacrament), de Ti West. Embora seja mais conhecido que os demais, este filme consta na lista pela maneira como explora as potencialidades do subgênero.

Se você se interessou por algum destes títulos eu o convido a escutar o podcast. É lá que eu discuto esses temas mais a fundo, além da falar da minha própria experiência assistindo a estes filmes.

Você pode ouvir o programa clicando no player abaixo. Também estamos disponíveis no Spotify, Deezer, Breaker, Google Podcasts, RadioPublic, Pocket Casts, Overcast, Apple Podcast e Player FM.

Confira também as outras edições no podcast clicando aqui.

Share: