Tenho um carinho especial pelos desenhos de Scooby-Doo. As aventuras do cachorro medroso e sua turma me acompanharam durante boa parte da minha infância e foram responsáveis pelo início do meu amor pelo gênero de terror. Então, fiquei animado quando li a notícia a respeito da produção deste novo longa-metragem estrelado pelo personagem.

A alegria, porém, não durou muito. Ao tentar modernizar a trama para as novas gerações, SCOOBY! O Filme entrega um resultado genérico, incapaz de alimentar a nossa nostalgia, ao mesmo tempo em que se mostra um produto interessante, instigante e novo. Ou seja, o resultado fica a anos-luz do material original.

Escrito a oito mãos, o roteiro acompanha Salsicha durante a sua infância, quando ele era um garoto solitário, com dificuldade de fazer amigos. Isso se resolve a partir do primeiro encontro com o personagem-título. Ainda na infância, a dupla conhece o restante do grupo e solucionam o seu primeiro caso “sobrenatural”.

Cena de SCOOBY! O Filme

E é justamente quando o filme parece trilhar um caminho conhecido, os roteiristas pegam uma rua obscura e resolvem inovar, fugindo de uma fórmula que funcionava perfeitamente. Estabelecendo esta obra como uma espécie de continuação do desenho, aqui o grupo – já adulto – é reconhecido pelas suas investigações bem-sucedidas e se prepara para alçar novos voos.

Nada disso é novidade para Scooby-Doo. O desenho contou com a sua parcela de participações bizarras (como é o caso dos protagonistas da série Supernatural). Porém, estes absurdos se encaixam bem no tom impresso às pequenas aventuras televisivas. Em SCOOBY!, porém, as referências prejudicam a narrativa, em vez de auxiliá-la.

O diretor Tony Cervone (Tom e Jerry: De Volta à Oz) parece se utilizar da metalinguagem e de diversas sequências de ação como forma de disfarçar a superficialidade da trama. Nesse caldeirão de alusões, o terror dá lugar à ficção científica, a tensão dá lugar à ação, e o vilão mascarado dá lugar a monstros gigantes e de outros mundos.

Cena de SCOOBY! O Filme

Em meio a tantas mudanças, a principal atração do filme é a dublagem original, incluindo nomes como Will Forte (como Salsicha), Zac Efron (Fred), Amanda Seyfried (Daphne), Gina Rodriguez (Velma), além de Jason Isaacs e Mark Wahlberg, que dão voz a personagens de outros desenhos conhecidos.

Vale lembrar, porém, que o elenco também foi a principal atração daquelas péssimas adaptações em live-action lançadas no início dos anos 2000. E isso diz muito sobre SCOOBY! O Filme.

Assista ao trailer de SCOOBY! O Filme:

Share: