Body Horror

Saudações marcianas! O mais novo episódio do Podcast 7 Marte já está no ar. E esse episódio eu falei um pouco sobre o chamado Body Horror, ou seja, sobre aqueles filmes em que o terror é direcionado ao corpo, ou parte do próprio corpo.

Para isso, eu contei com a participação da Isabela Picolo (do podcast Horrizadas). Ao longo do episódio, nós falamos sobre a teoria do body horror, sobre aquilo que mais nos choca e o que mais nos atrai nesses filmes.

Além disso, nós listamos dez ótimos body horrors que gostaríamos de indicar para você. A conversa ficou muito divertida. Então confira o programa e me diga o que você achou.

O Podcast 7 Marte também está disponível nas plataformas SpotifyDeezerBreakerGoogle PodcastsRadioPublicPocket CastsOvercastApple PodcastPlayer FMStitcher e Orelo.

E não se esqueça de acompanhar a gente no Twitter, no Facebook, no Instagram e no YouTube. Dúvidas, críticas e sugestões podem ser enviadas para o e-mail: contato@7marte.com.

Escute as outras edições do podcast clicando aqui.

2 Replies to “Body Horror

  1. Oie, só passando pra dizer como curti este episódio.

    Não me julga mal, não é como se eu tenha predileção pelo gênero de body horror e por isto tenha vindo comentar. A real é que sou um preguiçoso da porra, e apesar de ouvir todos os teus eps desde a primeira audição, só agora fui ver se você tinha um sáite no qual pudesse comentar (vai entender, hoje em dia todo mundo só se preocupa em publicar via plataformas onde o feedback fica difícil). Dito isso, body horror não é meu gênero favorito, mas o considero bom, importante, e tenho vários deles em espaços carinhosos da minha memória.

    A conversa de vocês foi muito boa. Não vi todos os filmes sobre os quais comentaram (vocês falaram de uns três que desconheço ainda), mas chegarei lá com o tempo. O papo me deixou com maneiras novas de pensar sobre o gênero em alguns quesitos, e achei muito bom e relevante.

    Não querendo necessariamente recomendar, caso não tenha visto, mas recentemente assisti Carcinoma, do Marian Dora. Sei que ele é um “cineasta” controverso (e um pouco desprovido de talento), preferindo filmar o choque pelo choque em si, porém achei este, entre toda sua escatologia, um ensaio sobre dor e body horror de certa forma relevante. Minha dúvida é: vocês o considerariam como parte desse gênero?

    No mais, muito obrigado pelo episódio. Obrigado também por me apresentar o podcast Horrorizadas. Não conhecia e passarei lá pra ouvir.

    Abração. 8)

    1. Olá.

      Eu agradeço muito o feedback. É sempre bom saber que as pessoas estão escutando o podcast e (preferencialmente) gostando do conteúdo.
      E fico feliz também em saber que este episódio lhe ajudou de alguma maneira a pensar de maneiras diferentes sobre esse subgênero.
      Quanto ao Carcinoma, confesso que ainda não vi esse filme e nenhum outro desse diretor. Mas vou atrás dele, para poder comentar aqui.
      E confira sim o Horrorizadas, porque é um podcast muito legal!

      Abraços

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *